Exposição e lançamento de livro marcam  abertura dos oitenta anos da diocese de Lorena

POSTADO EM 25 de Julho de 2017

Programação-dos-80-anos-2O evento marca o inicio dos 80 anos de  sua criação, comemorado no dia 31 de julho, e, para celebrar a data, a diocese promove atividades especiais. Uma exposição e o lançamento de um livro marcaram a abertura da programação especial deste Jubileu.

A exposição “Mãe de Jesus; de muitos nomes: Nossa Padroeira”, inaugurada na Casa da Cultura, na última sexta-feira, 21, reúne imagens esculpidas em madeira que mostram a beleza da arte, da cultura e da fé da diocese de Lorena. Padre Fabricio, que está em Cruzeiro (SP) explica que “é importante apresentar ao povo essa beleza de arte esculpida em madeira que a diocese de Lorena tem”.

Na abertura estiveram presentes padre Rodrigo Fernando Alves, cura e pároco da Catedral de Nossa Senhora da Piedade e bispo diocesano, Dom João Inácio Müller que falou sobre Maria.

Essas riquezas que a diocese possui e que foram trazidas por bandeirantes e preservadas até os tempos atuais marcaram a nossa cultura e a nossa fé. Por isso, como declara padre Fabricio “trazer essa tradição para ser exposta é resgatar todo o patrimônio material, pois, algumas são imagens européias que vieram de Portugal. Temos um patrimônio material; imaterial e cultural.”

O outro evento, foi o lançamento do livro: “A fé se faz devoção e habita no meio do povo”  e o documentário dos oitenta anos da diocese de Lorena, teve lugar no Teatro São Joaquim, na noite deste sábado (22) e reuniu membros das comunidades de Lorena e das cidades vizinhas.

O padre Rodrigo Fernando Alves, cura e pároco da Catedral de Nossa Senhora da Piedade falou em nome do bispo diocesano, dom João Inácio Müller que não pode estar presente na cerimônia. O bispo estava juntamente com o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, da bênção da nascente do Rio Paraíba do Sul (que fica no município de Areias, na Diocese de Lorena – SP); evento previsto na programação dos 300 anos do encontro da imagem de Aparecida.

Segundo padre Fabricio Senne, autor e organizador do livro ” a comemoração resgata a identidade da nossa igreja. Cada diocese é uma Igreja Particular.

No evento que misturou cultura e fé   pode ser observado a riqueza cultural e a fé popular que manteve a fé tradicional.  Segundo padre Fabricio a Igreja Particular, em nossa região, tem uma identidade própria. Essa identidade própria foi resgatada no livro dos oitenta anos da diocese e no documentário que foi produzido pela equipe da TV Canção Nova.

O livro foi organizado e escrito em oito ensaios pelo padre Fabricio Senne e por Laurentino Gonçalves Dias Junior.  O conteúdo foi escrito e fotografado com base na fé popular. “Valorizamos a fé popular e por isso, os textos falam muito da igreja do povo, da presença das benzedeiras que são aceitas pela igreja e o papel que a fé popular tem para a manutenção da fé, porque muitos lugares que a igreja não atende por ausência quem mantém a fé é o povo. “

Durante o evento o coral de Silveiras cantou homenageando Nossa Senhora e a Folia de Reis, de Piquete , encerrou o evento com uma dança cultural.

Programação – A Diocese de Lorena continua com uma programação intensa de missas, tríduo, procissões, cavalgada e Missas, dos 80 anos de fundação da Diocese de Lorena, que se completarão na próxima segunda-feira, dia 31.

A programação inicia com um tríduo de preparação à festa, nos dias 27 a 29 de julho, realizado em todas as paróquias e santuários.

No dia 30 de julho, domingo, às 15h, haverá concentração dos diocesanos na quadra do Centro Universitário Salesiano – UNISAL, 15:30 caminhada rumo à Catedral onde haverá missa festiva; após no mesmo dia 30, na praça da catedral shows culturais e às 21h, show com artista Renato Teixeira.

Na noite de segunda-feira, 31, às 19h, Sessão Solene da Câmara Municipal comemorando os 80 Anos de Criação da Diocese e missa celebrada, na Catedral.

diocese_lorena

DSCF8066-1024x768

 

 

© Copyright 2018. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil