EXPLODE EM NOSSO REDOR TODAS AS PONTES…

POSTADO EM 10 de Fevereiro de 2021

Image title


EXPLODE EM NOSSO REDOR TODAS AS PONTES…


            A Campanha da Fraternidade Ecumênica deste ano convida-nos à reflexão sobre a fraternidade e diálogo como compromisso de amor. O lema retirado da carta de São Paulo aos Efésios: “Cristo nossa paz: do que era dividido, se fez uma unidade!” (Ef 2, 14a) evoca a realidade da comunidade que vivia um conflito dado pelo orgulho religioso, pois os grupos judeus-cristãos queriam impor aos grupos dos gentios-cristãos como condição de pertença cristã seguirem seus costumes e tradições. O texto-base utiliza do método ver-julgar-agir-celebrar e fazendo alusão aos discípulos de Emaús apresenta quatro paradas.

            No ver mostra a situação atual da  pandemia e suas consequências. No julgar oferece uma ambientação do texto de Efésios fazendo menção à realidade de dominação romana que experimentou o mundo conhecido na época e também por meio do conceito filosófico de necropolítica ajuda a pensar a política como instrumento de morte. Ainda no julgar oferece a leitura do conflito que havia na comunidade e a possibilidade de sair da polarização por meio do reconhecimento do amor incondicional ao outro, isto é, amar no outro o próprio Cristo. O agir apresenta atividades que são realizadas pelo Conselho Nacional das Igrejas Cristãs (CONIC) e no Celebrar propõe uma dinâmica para demonstrar a importância de construir pontes diante dos muros.

            No celebrar há um texto do Cardeal Tolentino e ele nos diz: “Livrai-nos do vírus do individualismo que faz crescer as muralhas, mas explode em nosso redor todas as pontes”. E nesse explodir de pontes, reconhecemos, que uma ponte seria a “mística de olhos abertos” que nos oferece os santos, e em particular, Santo Alberto Hurtado. Ao falar da Paz que Cristo nos dá, ele diz: “(...) A paz que Jesus promete aos seus discípulos é diferente. Não se baseia na ausência de todo sofrimento e preocupação, mas na ausência de toda divisão interior profunda; baseia-se na unidade de nossa atitude para com Deus, para conosco e para com os outros”. (Cf. Un fuego que enciende otros fuegos. Páginas escogidas del Padre Alberto Hurtado, p. 161-162).

            Que este tempo da Quaresma seja favorável a vivermos com mais profundidade esta unidade com Cristo. Que busquemos a Cristo por inteiro, e isto é buscar a Ele e o seu Corpo Místico, como ensinava Santo Alberto Hurtado, toda pessoa é membro do Corpo Místico de Cristo e por isso desprezar uma pessoa é desprezar a Cristo. Criem um clima de fraternidade que podemos aprender do diálogo como compromisso de amor com nosso irmão e irmã, pois cada pessoa é imagem viva de Cristo.


Pe. José Antonio Boareto

© Copyright 2021. Desenvolvido por Cúria Online do Brasil